medjugorjebrasil




Entrevistas
  • Voltar






17/12/12
22. O LENÇO VERMELHO



22.   O LENÇO VERMELHO

 

Yanko -      Falemos agora de uma questão bem estranha sobre a qual você não gosta de falar: o famoso “lenço vermelho”, ao qual também não gosto de me referir.

Vicka - Mas por que sempre se fazem comparações entre mim e este lenço, que não me diz respeito?

Y.   Pouco importa. Conte simplesmente o que se passou.

V.   Eis o que me contaram. Um pobre homem tomou um táxi vin­do de Medjugorje e deu ao motorista um lenço manchado de sangue, um lenço comum, mas manchado de sangue. Ele pe­diu ao motorista que jogasse o lenço no primeiro curso d’água e ai dele se não o fizesse... O motorista morava perto de Capljina e lhe disse: “Vou jogar este lenço no rio perto de Studenci”.

Y.   E ele jogou?

V.   De jeito nenhum. Ele não havia alcançado o rio e uma mulher vestida de negro lhe pediu o lenço. Ele hesitou, mas ela o ameaçou. Então ele deu.

Y.   E o que a mulher fez com o lenço?

V.   Não sei. Ela disse ao motorista que um grande mal adviria se ele não lhe desse o lenço. O fim do mundo, ou algo assim. Não sei exatamente o que aconteceu. Estou contando a histó­ria do jeito que me contaram.

Y.   Tudo é muito estranho.

V.   Não tenho nada a ver com isso. Só ouvi falar do assunto.

Y.   E você nunca falou com esse homem?

V.   Não, uma vez concordei em recebê-lo. Um dia, ele me contou tudo isso em detalhes diante da igreja. “Ele quer vê-la”, me disseram. Concordei. Por que eu teria medo? Mas ele ficou tanto tempo falando com os outros, que eu tive de ir embora.

Y.   Então, por que a envolveram nesse episódio?

V.   Alguns nos pediram para perguntar à Santa Virgem se isso real­mente acontecera.

Y.   E vocês perguntaram?

V.   Sim.

Y.   E Nossa Senhora respondeu?

V.   Ela disse que as coisas haviam acontecido como se dizia. Que o homem pobre era seu Filho e que a mulher era ela mesma.

Y.   Ou seja, uma parábola, uma advertência como se encontra nos livros proféticos? Há muito disso na Sagrada Escritura. O que você acha?

V.   Nada. Pensem o que quiserem.

Y.   Talvez Nossa Senhora tenha querido nos fazer compreender que temos feito por merecer o castigo de Deus, mas que ela inter­cede a Deus por nós para que ele não nos envie os castigos que merecemos.

V.   Não sei nada, além disso. Aqueles que quiserem saber algo mais que peçam explicações a Nossa Senhora.



Artigo Visto: 4286